terça-feira, 1 de maio de 2018

TDAH, sono e respiração - Distúrbios do sono podem levar a diagnóstico incorreto

TDAH e Respiração - Quando a língua não se posiciona corretamente no céu da boca a respiração acontece pela boca - 70% dos diagnosticados com TDAH são respiradores bucais. As parassonias infantis podem atrapalhar a concentração e atenção, confundindo ou reforçando o diagnóstico de TDAH. O respirador bucal tem as funções cerebrais frontais e pré frontais comprometidas, uma vez que o oxigênio não segue a rota usual, direto ao cérebro. 
(
Parassonias são transtornos comportamentais causados ou exagerados pelo sono, afora a apneia do sono. São uma categoria de distúrbios do sono que envolvem movimentos anormais, comportamentos, emoções, percepções e sonhos que ocorrem ao adormecer, ao despertar ou durante o sono, principalmente o sono excitado.)




01.maio.2018
https://tdahcriancasquedesafiam.blogspot.com.br/2018/05/tdah-sono-e-respiracao-disturbios-do.html

"Os diagnósticos de Transtorno de Défice de Atenção por Hiperatividade (TDAH) em crianças aumentaram muito nos últimos anos e vários investigadores afirmam que muitas crianças recebem o diagnóstico de TDAH quando, na verdade, possuem outro problema: distúrbios do sono, como a apneia do sono ou a SRB - Síndrome do Respirador Bucal. A confusão pode explicar o número expressivo de casos de crianças com TDAH e as drogas psiquiátricas usadas no tratamento podem estar apenas agravando o problema.

«Ninguém está a afirmar que TDAH não existe, mas existe agora o claro reconhecimento de que precisamos primeiro descartar os distúrbios do sono», afirmou Merrill Wise, neurologista pediátrico e especialista em medicina do sono do Centro de Distúrbios do Sono do Serviço Médico Metodista, em Memphis.

Os sintomas da falta de sono nas crianças são semelhantes aos do TDAH. Enquanto a pessoa adulta sente sonolência e cansaço com a falta de sono, a criança geralmente fica inquieta, mal-humorada e desobediente. Ela pode ter dificuldades para concentrar-se, permanecer sentada e relacionar-se com os colegas.

Vários estudos sugerem uma relação entre sono inadequado e sintomas de TDAH. Um deles, publicado no jornal Pediatrics (em 2012), mostra o resultado de observação de 11 mil crianças britânicas durante seis anos. Todas , no início da pesquisa, contavam com apenas seis meses de idade. As crianças que tiveram o sono afctado por problemas respiratórios, como ressonar, respiração bucal e apneia, estavam entre 40 e 100% mais propensas a desenvolver problemas de comportamento semelhantes aos do TDAH, do que aquelas com respiração normal.

As crianças que corriam risco maior de desenvolver comportamentos como os do TDAH tinham distúrbios de respiração durante o sono que perduraram durante o estudo, mas foram mais graves aos dois anos e meio de idade.

«A falta de sono é prejudicial para o corpo e mente no desenvolvimento da criança, e pode exercer um grande impacto», afirma Karen Bonuck, principal autora do estudo e professora de medicina social e da família da Faculdade de Medicina Albert Einstein, em Nova Iorque. «É inacreditável que nós, médicos, não examinemos a presença de distúrbios do sono da mesma forma que fazemos com a visão e os problemas auditivos." ( ABP )

"
Nos prematuros, o problema maior vem da dificuldade da amamentação, pois muitas mães não conseguem amamentar seus filhos e quando conseguem a maioria amamenta em posição inadequada, fazendo com que os músculos trabalhem de forma errada. Muitas mães acabam perdendo o leite e têm de apelar para a mamadeira ao invés do copinho, que é a forma correta nesses casos. Uso de chupetas colabora demais também para uma respiração irregular e tudo isso acaba acarretando em uma posição de língua baixa e por consequência uma deglutição atípica.

Também as adenóides inflamadas, dependendo do grau, podem obstruir totalmente a respiração nasal e requerem tratamento em algumas situações. Na maioria dos casos as adenóides inflamam porque a criança respira pela boca e esse hábito vem desde a amamentação incorreta (em mais de 90% dos casos) ou não amamentação da criança pelo seio materno. O uso de chupetas, mamadeiras e chupar dedo contribuem para a língua ficar na posição entre os dentes ou no assoalho da boca. Porque se a língua estivesse no céu da boca a criança não apresentaria esse problema (de respirar pela boca). Pior mesmo é o chupar o dedo, pois esse costume a gente não consegue tirar a hora que quer e só assim eu libero a chupeta. 

A criança que vai chegar na escola para o aprendizado e não tem uma boca que funciona direitinho, com músculos que não trabalham direito, vai ter dificuldades em falar corretamente. 

Estão fechando diagnóstico de TDAH sem levar em conta o fato de muitos serem respiradores bucais e os problemas dos Distúrbios Respiratórios do Sono podem influenciar em inúmeros distúrbios comportamentais semelhantes ao TDAH.
" (Márcio Iwaí) 



 




Márcio Iwaí é cirurgião dentista, com curso avançado em Ortodontia Miofuncional
Rua João de Deus, 476
Tel 3591-8538 - Osasco - SP




Artigo fonte: ABP.org (http://abp.org.br/portal/clippingsis/exibClipping/?clipping=15962)



Mais sobre o tema:
SRB - Respiração pela Boca - Síndrome da Respiração Bucal e TDAH 



Por Dr. Marcio Iwaí

E mais (clique no título):

Nenhum comentário:

Postar um comentário