terça-feira, 8 de dezembro de 2015

TDAH - Dicas de Florais e Fitoterápicos - Práticas Integrativas e Complementares - Plantas Medicinais aprovadas pelo SUS

Floral usado para tratar o TOC - Transtorno Obssessivo Compulsivo, por exemplo: WALNUT – Juglans régia. O que está para ser mudado: dificuldade de se adaptar em períodos de transição e ou mudança. Sofre influências externas do presente e do passado. Aspecto positivo, após administração: mantém a individualidade, não se afeta por opiniões ou influências. Rompe laços do passado. Constância e proteção contra influências externas.




Bate- papo sobre florais e outros - Parte 2


Por Marise Jalowitzki
08.dezembro.2015
http://tdahcriancasquedesafiam.blogspot.com.br/2015/12/tdah-dicas-de-florais-e-fitoterapicos.html


Este artigo deveria se chamar "Miscelania", pois aborda vários itens, todos com um escopo comum: a Saúde e a Integridade.

Em um pdf do MSaúde, de 2006, o prof. dr. Francisco José de Abreu Matos, idealizador do Projeto Farmácias-Vivas, diz:"Que este antigo sonho se transforme em realidade são os votos de todos aqueles que têm dedicado suas vidas profissionais ao uso correto das plantas medicinais nos programas de saúde pública em todos os rincões deste país." (¹)

Ansiedade, problemas para dormir, nervosismo
Na pág. 43 do pdf citado (¹) você encontra a relação das plantas consideradas pelo MS como sedativas, ansiolíticas e/ou hipnóticas

Alpinia nutans - colônia
Annonna muricata - graviola
Cayaponia tayuya - cabeça-de-negro
Cissus sicyoides - cipó pucá
Coleus barbatus - anador
Croton zehntnery - canela de cunhã
Leonotis nepetaefolia - cordão-de-frade
Petiveria tetranda - tipi,erva-pipi
Pluchea suaveolens - quitoco
Scoparia dulcis - vassourinha
Solanum nigrum - maria-pretinha
Tradescantia diuretica - trapoeraba

Há muito mais para ser lido e internalizado. Em especial, este post tem o objetivo de acenar com leves brisas de antigas-novas medicinas, onde a terapia psicológica é alicerce.
Sinto que é chegado um momento em que várias pessoas estão dispostas a conhecer um pouco mais dos métodos menos invasivos e isto é altamente louvável.

-------------------
Como a alimentação, por exemplo, já explanado aqui e em outros artigos:

Hiperatividade - Causa está na mesa, adverte psiquiatra psiquiatra Juarez Calegaro, professor de pós graduação em Nutrição Cerebral na UFRGS. Nutrição no tratamento do déficit de atenção e hiperatividade: um aspecto negligenciado, mas importante. Opções saudáveis - arroz, brócolis, feijão, tomates, alface e bifinhos de grão de bico. 


A influência dos componentes da dieta sobre os sintomas de TDAH em crianças.


Para ler, clique aqui:


---------------

Não tenho a intenção de "passar receita" ou indicação, muito menos excluir a intervenção de um especialista da saúde, seja no campo da homeopatia, fitoterapia ou florais.

O que quero comentar é que é possível ler um tanto, pesquisar um tanto, conhecer-se muito, observar a reação de seu organismo. Trocar ideias com seu médico sempre que possível e-ou necessário. Tomar pé de sua vida. Em muitos, muitos casos, isto é possível!










"Em mais de 80% das vezes não é necessário medicar uma criança de imediato. Uma boa terapia, com a participação da família, pode resolver o problema", receita o psiquiatra Fábio Barbirato do Rio de Janeiro, que atende gratuitamente crianças e adolescentes com transtornos(Foto: Redação Veja rio)




Temos de começar a ouvir esta e outras vozes! Em um país tão medicalizado como o nosso, é preciso mudar. A mudança acontece quando queremos que ela aconteça! Aos poucos, mas firmemente.

Muit@s amig@s tem entrado em contato para que eu diga "o que tomamos", o que usamos como medicamentos alternativos, como é nossa alimentação, etc. Tenho publicado alguns artigos bem práticos pois, quando se divulga alguma coisa, deve-se já haver experimentado e, caso não, explicitar isto.

Em meu núcleo de contatos temos pessoas (adultos e crianças) com reações que, nos jargoes conhecidos atualmente, podem ser identificadas como hiperativas, ou como desatentas, falta de concentração e foco, ou com tendencia à depressão, nervosismo, ansiedade, ou com reações agressivas, intempestivas, todas estas coisas que hoje permeiam o cotidiano de praticamente todas as famílias, especialmente as urbanas.

Assim, disponho-me a fazê-lo. Vou deixar registrado o que usamos por aqui como alimento, pozinhos comprados em lojas de produtos naturais, que são dosados em pequenas meia-colherinhas todas as manhãs, para manter o foco e a concentração. 
Importante procurar um terapeuta floral ou fitoterápico, pelo menos no início, para aqueles que não possuem familiaridade com chás, folhas e raízes. 
Nas farmácias de manipulação homeopática eles costumam ter uma relação desses profissionais, próximos ao seu bairro.

Lembrando que cada caso é um caso e que, para aqueles que já tomam psicotrópicos, faz-se necessário o acompanhamento para ir diminuindo gradativamente, evitando riscos adversos.
São várias sugestões. Pesquise, investigue, consulte, teste. Cada organismo responde de um jeito diferente e em tempos diferentes. A constância promove equilíbrio.
Seguem 8 dicas.
Saúde!

O início deva ser sempre com o

1) Rescue Remedy, para diminuir a ansiedade e a inquietude, os medos conhecidos.

2) Chá de alecrim - como o próprio nome já diz, deixa 'alegre', estimula, põe pra cima. Tem gente que não gosta do gosto em chá (eu não gosto muito do cheirinho fervido), daí, é só moer e tomar a pitadinha em pó. A forma mais prática. E evita os plásticos e corantes das cápsulas (eu sou alérgica a corantes).

3) Canela - tem muitos atributos. A canela da China é meio apimentada. As duas, pra mim, tem efeito maravilhoso. Dá um up na mente. Parece deixar tudo mais claro.

4) Pó de ginseng - pra mim, e pra várias pessoas que já me passaram o resultado, o efeito é quase instantâneo. Parece que clareia o discernimento, auxilia na concentração, mantêm o foco. Pode ser administrado ao longo do dia, especialmente para estudantes que são mais exigidos, para trabalhadores intelectuais ou braçais.

5) Cacau puro, mesmas indicações que o ginseng. Vou alternando, tipo uma semana um, outra semana outro. Vendido in natura, em pó, em lojas naturebas, sem adição de açúcar nem nenhum outro componente. O cheirinho natural é de um chocolate amargo ou meio amargo, só que sem todos os aditivos comumente tóxicos dos chocolates vendidos. Também é antidepressivo (como a canela e alecrim). Parece que estimula a memória do tipo: eu vou concluir isso porque eu quero (não porque "eu tenho que"). Aí, dá p misturar em sucos diversos, fazer doces com pouco açucar (cristal orgânico ou mascavo + goma guar)), misturar com morangos, essas coisas...
6) Gingcko Biloba (também em cápsulas ou em pó), para concentração, ajuda a priorizar, escolher o que é mais importante dentre "todos os urgentes".

7) Folha de mandioca em pó - grande poder nutricional. Assim como a multi mistura, uma pitadinha, especialmente p os que costumam ter a chamada "fome cortante", a noção de saciedade é muito grande.

Lembrando que, para as pessoas caracteristicamente agitadas (ou nos dias em que se está visivelmente mais agitado-a), a canela, o cacau (mesmo in natura) e o morango devem ser evitados, pois, sim, aumentam a concentração igual, mas também estimulam a ansiedade, a agitação, aí, não adianta, né? Nessas situações, o melhor é o Gingcko Biloba ou Ginseng.

8) Ainda para as pessoas agitadas, o uso cotidiano (cápsulas, chás ou em pó) de erva-cidreira, mulúngu, kawa-kawa, folha de maracujá ajuda a manter um nível de serenidade.


Querendo, leia: 
(¹) - Fitoterapia no SUS - http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/fitoterapia_no_sus.pdf

(²) - Carioca Nota 10 - http://vejario.abril.com.br/materia/cidade/carioca-nota-10-fabio-barbirato/
O sucesso do trabalho, que ainda pode envolver atividades como fonoaudiologia, teatro e musicoterapia, já é destacado no exterior. Há três anos, o serviço da Santa Casa recebeu o certificado de excelência do inglês Royal College of Psychiatrists. Com certeza, um reconhecimento mais valioso que qualquer remuneração.

(³) - Práticas Integrativas e Complementares - Plantas Medicinais - SUS - http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/praticas_integrativas_complementares_plantas_medicinais_cab31.pdf
(Na pág 38 - quadro I tem a relação das plantas que primeiramente foram estudadas.)


E mais:

Essência Larch - dissolve o sentimento de inferioridade e o medo do fracasso
 - e é um dos florais específicos para déficit de atenção.





Por Marise Jalowitzki
24.outubro.2015
http://tdahcriancasquedesafiam.blogspot.com.br/2015/10/bate-papo-sobre-florais-de-bach.html


Agrimony - Como a planta pode ajudar o ser humano: “A lição da planta é permitir que você mantenha a paz
na presença de todas as provações e dificuldades,
até que ninguém tenha o poder de lhe causar irritação.”







Por Marise Jalowitzki
05.março.2015
http://compromissoconsciente.blogspot.com.br/2015/03/tdah-e-florais.html



Leia também: 
SOBRE O "CORINGA" DOS FLORAIS



TDAH e Florais - Dr. Edward Bach e o Rescue Remedy



Rescue - Floral das Emergências, do Resgate, para situações de Ansiedade e Nervosismo


02.junho.2015
http://compromissoconsciente.blogspot.com.br/2015/06/rescue-floral-das-emergencias-do.html

 Marise Jalowitzki é educadora, escritora, blogueira e colunista. Palestrante Internacional, certificada pelo IFTDO - Institute of Federations of Training and Development, com sede na Virginia-USA. Especialista em Gestão de Recursos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas. Criou e coordenou cursos de Formação de Facilitadores - níveis fundamental e master. Coordenou oficinas em congressos, eventos de desenvolvimento humano em instituições nacionais e internacionais, escolas, empresas, grupos de apoio, instituições hospitalares e religiosas por mais de duas décadas Autora de diversos livros, todos voltados ao desenvolvimento humano saudável. marisejalowitzki@gmail.com 

blogs:
www.tdahcriancasquedesafiam.blogspot.com.br


LIVRO TDAH CRIANÇAS QUE DESAFIAM
Informações, esclarecimentos, denúncias, relatos e dicas práticas de como lidar 
Déficit de Atenção e Hiperatividade

Nenhum comentário:

Postar um comentário