sexta-feira, 11 de março de 2016

TDAH - Ômega 3 - Hiperatividade e Concentração




Capítulo XII - Dieta especial pode ajudar portadores de TDAH - Livro TDAH Crianças que Desafiam
O que incluir na dieta

"Assim, use vitaminas e nutrientes essenciais para seus pimpolhos. Omega-3 é um tipo de gordura poli-insaturada. É um ácido graxo essencial encontrado em vegetais, especialmente na linhaça, nozes de cânhamo e linho e em certo tipo de peixes como sardinha, salmão e atum (melhor usar a linhaça, imersa em água durante algumas horas, para inchar a semente e potencializar resultados. Os peixes precisam ter origem garantida, já que, especialmente os advindo do oceano Pacífico, estão com alta taxa tóxica, principalmente após o desastre em Fukushima, no Japão). Peixe contaminado, não!). 
A dieta para os chamados hiperativos deve ser rica em Omega-3 (os ácidos gordos), já que ela desempenha um papel importante no funcionamento adequado do cérebro. Atenção também para incluir uma alta quantidade de proteínas e alimentos de baixo carboidrato. Dieta rica em proteínas inclui queijo (pode ser tofu), nozes, feijão, que melhoram a concentração mental. Crianças diagnosticada com sintomas de TDAH devem comer muitas frutas e vegetais frescos, pois são fontes ricas de vitaminas e minerais essenciais." (pág.168)



Por Marise Jalowitzki
11.março.2016
http://www.tdahcriancasquedesafiam.blogspot.com.br/2016/03/tdah-omega-3-hiperatividade-e.html

Uma mãe pergunta sobre o Ômega-3.
Há alguns dias estou pensando em publicar especificamente, já que ele é tudo de bom para a concentração. Vou colocar algumas coisas aqui:
- Uma das fontes é o salmão e o atum (atualmente altamente desaconselhado pelo grau de toxicidade dos oceanos, o que compromete muito!)
- A outra fonte, tão rica quanto, e sem os riscos, é a sementinha da linhaça.
O ômega 3 é super potente e importante para aumentar a concentração. Aqui, como somos vegetarianos-veganos, usamos o ômega 3 da linhaça. Um quarto de copo dos grãozinhos, enche de água, enxágua, enche de novo, cobre com paninho poroso e deixa de molho por 8 horas. A "água" viscosa substitui a clara de ovo até em receitas culinárias. Pode ser misturada em sucos, pode ser tomada pura. Não tem gosto, é super saudável e antioxidante.
A sementinha germinada (o que acontece depois das 8 horas em água) é rica fonte de ômega 3. Pode ser comida (mastigada crua), pode ser misturada ao alimento, pode ser misturada em receitas diversas (pão, saladas, o que quiser).
Para os que preferem, tem também em cápsulas, embora a semente in natura seja o processo mais rico e saudável. As cápsulas vendidas como, simplesmente, "Ômega 3" requerem uma pesquisa mais aprofundada, pois podem ser de origem animal (salmão, atum) e, como consta lá no início, a chance de contaminação radioativa e outros tóxicos é muito grande.
Não adianta comprar a "farinha" - linhaça triturada. Sementinha seca e triturada, perdeu quase toda a propriedade.

Marise Jalowitzki



Sobre a linhaça marrom ou dourada:
"A casca da linhaça marrom é um pouco mais dura e resistente, mas isso não altera a disponibilidade de seus nutrientes. Nada disso faz com que a linhaça dourada seja melhor e mais desejável que a marrom. Toda essa propaganda da linhaça dourada não passa de… propaganda!
(...)
Uma outra diferença considerável, do ponto de vista do cultivo, é que a linhaça dourada, por ser cultivada em climas muito frios dispensa o uso de agrotóxicos, já a linhaça marrom por ser cultivada em climas quentes e úmidos, pode exigir o uso de agrotóxicos para eliminar pragas. Fique atento a essas especificações na embalagem do produto! (http://www.linhaca.net.br/diferencas-entre-a-linhaca-dourada-e-a-linhaca-marrom/ )


Mais neste blog sobre o ÕMEGA-3: 




Hiperatividade - Causa está na mesa, adverte psiquiatra. 

Hiperatividade. Causa está na mesa, adverte psiquiatra.
Os autores de vários estudos também demonstraram o impacto positivo da eliminação dos produtos alimentares contendo aditivos alimentares sintéticos, como corantes alimentares artificiais e conservantes sobre o comportamento das crianças com TDAH.
ÔMEGA-6, presente especialmente na carne vermelha, galinhas e ovos de granja, causa Hiperatividade 
Não comer carne não oferece qualquer prejuízo à saúde - cardiologista e nutrólogo Julio César Acosta Navarro, Instituto do Coração do Hospital de Clínicas de São Paulo
A influência dos componentes da dieta sobre os sintomas de TDAH em crianças.


Por Marise Jalowitzki
Leia na íntegra:

---------------------------------------
Querendo, leia sobre produtos tóxicos AQUI: PRODUTOS QUIMICOS EM NOSSO COTIDIANO CAUSAM ALTERAÇÕES NEUROLÓGICAS, ESPECIALMENTE EM CRIANÇAS
http://compromissoconsciente.blogspot.com.br/2015/01/produtos-quimicos-em-nosso-cotidiano.html
---------------------------------------

Um site muito rico em conhecimentos sobre grãos com o DNA ativo (desperto - germinados), da amiga Conceição Trucon: http://www.docelimao.com.br/site/agenda/agenda-turma/378-como-germinar-graos-e-sementes.html
 Marise Jalowitzki é educadora, escritora, blogueira e colunista. Palestrante Internacional, certificada pelo IFTDO - Institute of Federations of Training and Development, com sede na Virginia-USA. Especialista em Gestão de Recursos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas. Criou e coordenou cursos de Formação de Facilitadores - níveis fundamental e master. Coordenou oficinas em congressos, eventos de desenvolvimento humano em instituições nacionais e internacionais, escolas, empresas, grupos de apoio, instituições hospitalares e religiosas por mais de duas décadas Autora de diversos livros, todos voltados ao desenvolvimento humano saudável. marisejalowitzki@gmail.com 

blogs:
www.tdahcriancasquedesafiam.blogspot.com.br


LIVRO TDAH CRIANÇAS QUE DESAFIAM
Informações, esclarecimentos, denúncias, relatos e dicas práticas de como lidar 
Déficit de Atenção e Hiperatividade



Nenhum comentário:

Postar um comentário